• Geraldo Leite

A RUA DO OUVIDOR

Na década de 1570 quem, na cidade de São Sebastião, seguisse a praia até a atual praça XV, encontraria uma igrejinha chamada Ermida de Nossa Senhora do O.

Ali o caminho era mais largo, e batido pelo mar. Por esta razão surgiu um desvio, conhecido como "Desvio do Mar".


No Desvio do Mar fixou morada um jovem casal, vindo da Ilha da Madeira. O marido, Aleixo Manuel, acompanhou Estácio de Sá em suas lutas contra os tamoios. Alguns historiadores dizem que ele se tornou barbeiro e cirurgião. Aleixo e a esposa, Francisca da Costa, tornaram-se ricos e transformaram sua casa em uma das mais bonitas do Rio de Janeiro. Tinha dois andares, telhas de cerâmica, paredes de adobo e assoalho de madeira. Aleixo foi oficial da Câmara por cinco mandatos consecutivos e juiz durante um ano. Tornou-se tão importante que o Desvio do Mar passou a ser chamado Rua de Aleixo Manuel. Com este nome permaneceu até que, em 1784, um cidadão ilustre passou a morar ali, o Ouvidor Francisco Berquio' da Silveira.


A partir de então o antigo Caminho do Mar passou a se chamar Rua do Ouvidor.

Com este nome ficou conhecida, até hoje...

Posts recentes

Ver tudo

Na década de 1860, o exército brasileiro não possuía o efetivo necessário para enfrentar o Paraguai. A solução foi abrir o voluntariado para homens em idade militar. Criou-se o Corpo de Voluntários da

No final do século XVII e começo do século XVIII ocorreu o que costumamos chamar Epopeia Brasileira. O Brasil deu as costas ao litoral e se voltou para o interior. Bahia e Pernambuco deixaram de ser a

Estudos recentes têm demonstrado que o uso incorreto do idioma está empobrecendo a comunicação entre as pessoas e dificultando o entendimento entre os povos. O QI das nações mais avançadas está diminu